Topo da página

Pesquisa

Conteúdo do site

Coluna esquerda

Coluna do centro

Desertificação: Sobral sediará Conferência Científica Internacional

Evento reunirá trabalhos de pesquisadores técnicos e cientistas de 33 países da América Latina e Caribe

Estarão reunidos em Sobral-CE, entre os dias 28 e 30 de agosto, pesquisadores, técnicos e cientistas de 33 países. Eles participarão da I Conferência Científica da Iniciativa Latinoamericana e Caribenha de Ciência e Tecnologia para a Implementação da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação – ILACCT. O evento tem objetivo de avançar no conhecimento científico e tecnológico sobre as terras secas e os processos de desertificação, degradação da terra e efeitos da seca na região da América Latina e do Caribe.

 

 

 

 

Evento reunirá trabalhos de pesquisadores técnicos e cientistas de 33 países da América Latina e Caribe

Estarão reunidos em Sobral-CE, entre os dias 28 e 30 de agosto, pesquisadores, técnicos e cientistas de 33 países. Eles participarão da I Conferência Científica da Iniciativa Latinoamericana e Caribenha de Ciência e Tecnologia para a Implementação da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação – ILACCT. O evento tem objetivo de avançar no conhecimento científico e tecnológico sobre as terras secas e os processos de desertificação, degradação da terra e efeitos da seca na região da América Latina e do Caribe.

A Conferência Científica é uma realização da Prefeitura de Sobral e do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Secitece), com organização do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Criada em 2008, a ILACCT é uma organização estratégica que trabalha no sentido de reconhecer, juntos aos governos e às sociedades dos países latinoamericanos e caribenhos, a UNCCD como autoridade mundial em matéria de conhecimentos científicos e tecnológicos sobre a desertificação e a degradação das terras e sobre a mitigação dos efeitos da seca. Para isso, a iniciativa busca ativar e melhorar os processos participativos que facilitam as ações em ciência e tecnologia voltadas para a temática na região.

As principais pesquisas e trabalhos desenvolvidos nesse sentido serão apresentados em Sobral. As temáticas são divididas em três grandes eixos:

(1) Estado da desertificação, degradação da terra e seca (DDTS) Metodologias para identificar, cartografar e classificar áreas afetadas; Aplicação de sistemas de informação geográfica e sensores remotos; Processos de degradação; Indicadores e pontos de referência (indicadores aprovados pelo CST); Sistemas de avaliação e monitoramento; Mudanças nos usos dos solos; novas ameaças e resiliência; História, paisagens e patrimônio.

(2) Valoração socioeconômica e cultural dos impactos da DDTS Metodologias quantitativas e qualitativas para a medição; Custos da ação e inação; Impactos econômicos a nível macro e micro; Efeitos dos processos migratórios; Emprego; Análises de produtividade; Instrumentos de políticas e práticas para combater a desertificação; Compensação por serviços ecossistêmicos;

(3) Manejo sustentável da terra (MST) Segurança alimentar; Adaptação à mudança climática; Sistemas de produção, tecnologias apropriadas e conhecimentos tradicionais; Sistemas de restauração; Seca; Estudos e conservação de serviços ecossistêmicos; Lições aprendidas em prevenção e recuperação de terras; Participação das mulheres em Manejo Sustentável da Terra; Manejo e produção de água; Técnicas de convivência nas terras secas;

Relevância

A desertificação é um problema de alcance planetário. Distingue-se de fenômenos similares que acontecem em outras zonas do mundo, porque tem lugar em condições climáticas adversas e porque afeta negativamente áreas com recursos naturais limitados de solo, água e vegetação. Em nível global, uma terça parte das terras emersas do planeta são consideradas terras secas uma em cada cinco pessoas vive em uma área afetada por desertificação.

O reconhecimento da importância do problema em escala mundial tem levado a comunidade internacional criar um espaço de diálogo e entendimento, onde os países possam estabelecer acordos para avançar conjuntamente em ações de combate à desertificação. Desde 1994 a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos de Seca (UNCCD), reúne os países mais afetados. Na atualidade, 194 países do mundo, sendo 33 da América Latina e do Caribe, se reúnem periodicamente em um foro organizado pela UNCCD.

Ceará

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) identificou no Estado três Áreas Susceptíveis à Desertificação (ASDs), envolvendo mais de 15 municípios das regiões dos Inhamuns, Jaguaribana e Centro Norte do Estado. Em parceria com instituições parceiras (em âmbitos municipais, estadual, nacional e internacional) e Funceme promove e coordena pesquisas, organiza ações e realiza trabalhos buscando identificar com precisão as áreas degradadas e mitigar os efeitos desse desastre natural.


Serviço:
I Conferência Científica da Iniciativa Latinoamerica e Caribenha de Ciência e Tecnologia para a Implementação da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação – ILACCT
Data: de 28 a 30 de agosto de 2013
Local: Centro de Convenções do Município de Sobral
Realização: Prefeitura de Sobral e Governo do Estado do Ceará - Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Secitece)


Fonte: ilacct.org e Assessoria de Comunicação da Funceme
Guto Castro Neto - (85) 8814-4194
16 de agosto de 2013


Coluna direita

Previsão para Fortaleza

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
AGOSTO 2014
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Voltar ao topo da página

Rodapé da página

Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza/CE - CEP.: 60.115-221

Fone: (85) 3101.1088 - Fax: (85) 3101.1093 - Email: funceme@funceme.br

Copyright © 2014 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados