Topo da página

Pesquisa

Conteúdo do site

Coluna esquerda

Coluna do centro

Inverno no Ceará: Fortaleza registra 21° nesta terça-feira, 4 de julho

Efeitos da estação são pouco perceptíveis no Estado. Temperaturas médias e mínimas têm leve queda na Capital e no Interior

O fortalezense tem percebido, no começo deste mês de julho de 2017, madrugadas e início das manhãs com temperaturas mais amenas (para alguns, dá até para chamar de frio). Na manhã desta terça-feira, 4, por exemplo, entre 6h e 7h, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou 21,9ºC em Fortaleza. A explicação é simples: estamos no Inverno no Hemisfério Sul.  

Em vários estados brasileiros, a população se prepara para a estação do ano cuja principal característica é a queda nas temperaturas. Em algumas cidades do País é possível nevar. Porém, no Ceará, devido à proximidade com a Linha do Equador, os efeitos são pouco perceptíveis, pois a variação nos termômetros é discreta.

Madrugadas mais frias

Ainda assim, o calor tão característico do litoral cearense tende a aliviar entre junho e agosto. Se durante o dia as temperaturas máximas ficam em torno dos 30°C, nas noites e nas madrugadas do Inverno as mínimas deixam o tempo mais agradável. Em Fortaleza, o termômetro pode ficar próximo dos 22°C nessa época do ano enquanto as mínimas em dezembro, por exemplo, são de 24°C. No Interior, a queda também é discreta, mas os termômetros podem marcar menos de 20°C. Em Barbalha, as mínimas no Inverno chegam aos 19°C e em Guaramiranga, 16°C.

Outro fator que pode ser destacado é a sensação térmica. Nessa época do ano os ventos começam a se intensificar até chegar ao mês de setembro, quando as médias de velocidade são maiores e as rajadas são mais fortes. As temperaturas um pouco mais baixas e o vento ficando mais forte resultam numa sensação térmica de mais frio, explicam os meteorologistas da Funceme.
 
Posicionamento em relação ao Sol



A estação mais fria do ano é iniciada no Hemisfério Sul quando acontece o alinhamento do Sol com o Trópico de Câncer, no Hemisfério Norte, ou seja, é a época do ano em que o sol está mais longe do Ceará, o que explica as temperaturas mais baixas. Isso acontece na América do Sul, Oceania e Sul da África. Ao mesmo tempo, o Sol mais próximo da metade norte da Terra, caracterizando o Verão na Europa, Ásia, Norte da África e Américas do Norte e Central.

Período de chuvas no Ceará não ocorre no Inverno

Boa parte dos cearenses chama equivocadamente de Inverno a quadra chuvosa oficial do Estado (quadrimestre fevereiro-março-abril-maio). Estes meses de maiores médias de precipitação no Ceará fazem parte do Verão e do Outono no Hemisfério Sul.

Esse equívoco é compreensível, justamente pela quase imperceptível variação entre as estações do ano no Estado. Dessa forma, quando temos dias bastante chuvosos entre fevereiro e maio, ou seja, ainda no Verão ou no Outono, as temperaturas tendem a baixar e a população faz uma associação entre o frio do tempo chuvoso com as características do Inverno.  


Assessoria de Comunicação da Funceme
4 de julho de 2017

Coluna direita

Previsão para Fortaleza

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
NOVEMBRO 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Voltar ao topo da página

Rodapé da página

Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza/CE - CEP.: 60.115-221

Fone: (85) 3101.1088 - Fax: (85) 3101.1093 - Email: funceme@funceme.br

Copyright © 2014 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados