Funceme prepara instalação de novos equipamentos para monitoramento em áreas irrigadas

3 de outubro de 2021 # # #

Treinamento de montagem e manutenção das novas PCDs (FOTO: Raimundo Monteiro)

Treinamento de montagem e manutenção das novas PCDs (FOTO: Raimundo Monteiro)

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) irá iniciar o monitoramento específico de áreas irrigadas do interior do Estado a partir da instalação de oito novas Plataformas Automáticas de Coleta de Dados (PCD).

Os equipamentos foram adquiridos por meio de recursos do Projeto de Apoio à Melhoria da Segurança Hídrica e Fortalecimento da Inteligência na Gestão Pública do Estado do Ceará para atendimento a projeto a ser desenvolvido em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet).

As PCDs serão instaladas em áreas localizadas, principalmente, em municípios das bacias hidrográficas do Alto Jaguaribe, Médio Jaguaribe, Baixo Jaguaribe, Banabuiú e Salgado, tradicionais no plantio de culturas à base de irrigação.

“O manejo da irrigação afeta diretamente o desenvolvimento das plantas e qualidade dos frutos. Portanto, alcançar um equilíbrio entre o consumo e a quantidade correta da água para obter um bom resultado produtivo é essencial. A quantificação da evapotranspiração das culturas é primordial para permitir uma melhor análise da irrigação, avaliando a eficiência e programação de irrigação, além da calibração e validação dos modelos de culturas”, explica a gerente de Meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto.

As novas PCDs irão atuar de forma móvel, a partir dos períodos de cada cultura. Além disso, virão a reforçar a rede de tecnologias usadas pela Funceme atualmente.

“Essas PCDs não irão substituir aquelas já instaladas, já que são equipamentos específicos para teste e aplicação da metodologia Surface Renewal (SR) no Ceará. A metodologia foi desenvolvida pelo pesquisador Richard Snyder, da Universidade da Califórnia, Dabis, e consiste na determinação da evapotranspiração da cultura e consequentemente a determinação de Kc (coeficiente de cultura) para as culturas que ainda não possuem uma referência regionalizada no estado”, comenta Sakamoto.

Preparativos

Antes da instalação das PCDs em campo, profissionais da Funceme e da Sedet participaram de um treinamento, em Fortaleza, de instalação, operação e manutenção das novas ferramentas, assim como aprendizado sobre o software dos produtos. A monitoria do curso foi da Campbell Scientific do Brasil Ltda.