Criada em 18 de setembro de 1972 com o nome de Fundação Cearense de Meteorologia e Chuvas Artificiais, o órgão estadual iniciou suas atividades a partir da necessidade de encontrar saídas para as severas secas que assolavam o Ceará. Com o avanço das pesquisas em torno do bombardeamento de nuvens, a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará (UFC) criou o Bureau de Estudos das Secas, agregado à Faculdade de Farmácia e Odontologia.

 

Após 15 anos dedicando-se aos estudos das modificações artificiais do tempo, através das técnicas de nucleação artificial de nuvens e da climatologia do Ceará, foi criada, em 1987, a atual estrutura, modificando o nome da instituição para Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), integrando hoje a Secretaria dos Recursos Hídricos do Ceará (SRH).

 

Com 46 anos de história, a Funceme firmou-se como uma das mais importantes instituições no âmbito da pesquisa e desenvolvimento em Meteorologia, Recursos Hídricos e Meio Ambiente do Brasil. Os estudos realizados pelo órgão vêm colaborando não somente para o Estado do Ceará, mas também para a região Nordeste, sendo reconhecida até mesmo internacionalmente pelos seus resultados junto à sociedade, comunidade científica e órgãos públicos.

 

Ao longo do tempo, a utilidade da informação científica evoluiu em um processo que se fortaleceu a partir do início dos anos 2000. A instituição passou a estruturar seus produtos, projetos e programas pensando em uma estratégia que partia das necessidades do usuário. Atualmente, o desenvolvimento de ferramentas e tecnologias que possam ajudar a gestão pública, pesquisadores e a sociedade em geral têm sido um dos diferenciais da Funceme.

 

Destaque dentro de fora do País, o Núcleo de Meteorologia da Funceme conta a expertise de seu corpo técnico e de computadores para processamento de alto desempenho, além de um sistema de monitoramento de chuvas com 550 postos pluviométricos convencionais. Já o Núcleo de Recursos Hídricos e Meio Ambiente tem sido responsável pela cartografia temática do Ceará e por importantes estudos sobre recursos naturais. As informações geradas pelas pesquisas e tecnologias ainda podem ser acessadas por meio de aplicativos gratuitos como o Funceme Tempo, Monitor de Secas do Nordeste, Funceme Marés, Portal Hidrológico, entre outros.

 

Entre as inúmeras ações desenvolvidas por seus setores, podem se destacar o monitoramento de eventos extremos na escala de tempo ou cheias e na escala de clima ou secas; a estruturação de um robusto sistema de previsão sazonal de clima; a avaliação dos impactos da variabilidade climática nos setores de recursos hídricos e agricultura; o desenvolvimento de Sistemas de Suporte à Decisão (SSD) para o setor de recursos Hídricos; e a construção de planos de contingência de secas para reservatórios.

Palavra do Presidente

 

A Funceme e a política de Ciência, Tecnologia e Inovação Estadual

 

A tônica da nossa política de CT&I tem sido servir ao aumento do PIB cearense, e neste sentido torna-se mais evidente a necessidade de reforçar a utilidade das instituições de CT&I dentro do sistema, estando entre estas a Funceme. Neste sentido, a Funceme nos últimos seis anos tem se voltado para os usuários potenciais de sua informação, tentando adaptar os seus produtos e informações às necessidades dos mesmos, descobrindo novas áreas de atuação no caso do setor de energia e agregando CT&I também a outros setores.

 

Estudos ambientais, como o zoneamento econômico-ecológico e o de áreas degradadas e susceptíveis à desertificação, revestem-se de uma importância não só pelo conhecimento desta realidade, mas também pela possibilidade de redimensionamento das atividades econômicas a esta realidade. Estes estudos subsidiam a elaboração de outras políticas públicas, que, de forma integrada, visam garantir o desenvolvimento sustentável do Estado. Adicionalmente, programas de caráter operacional vêm sendo desenvolvidos como uma forma de garantir o bom manejo das nossas terras, entre estes programas podendo-se destacar o programa de prevenção de queimadas – o PREVINA.

 

Na área dos recursos hídricos, a Funceme é parte integrante do Sistema de Gerenciamento dos Recursos Hídricos, exercendo o papel da “casa dos estudos e pesquisas” para o setor. Nesta área a Funceme tem exercido o seu papel das mais diversas formas, a saber: introdução de novas tecnologias na avaliação de disponibilidades hídricas, desenvolvimento de sistemas de informação, avaliação dos impactos da previsão climática sobre o setor, introdução de novos equipamentos no monitoramento hidroambiental, entre outras atividades.

 

No que diz respeito à agricultura, as ações da Funceme têm se dividido em soluções tecnológicas para a agricultura de sequeiro e para a agricultura irrigada. Reconhecidamente de baixa produtividade e baixa tecnologia, nossa agricultura de sequeiro pode ser um dos setores que mais se beneficie dos estudos desta Fundação, seja subsidiando à formulação de um zoneamento agrícola com uma base de informação mais detalhada (pluviometria e solos), pela estimativa do rendimento das culturas de forma antecipada, essencial para alocação de recursos para o seguro safra, seja também pela possibilidade pelo suporte à tomada de decisão de, por exemplo, quando plantar. Agregar tecnologia ao setor parece o caminho natural para o aumento do rendimento das culturas de sequeiro. Do outro lado, a agricultura irrigada pode também se beneficiar pela introdução de CT&I no setor, como por exemplo, o manejo da irrigação com base nas condições atmosféricas, ou manejo automático de projeto de irrigação. Neste contexto, a Funceme lançou há dois anos o programa SIMIC – Sistema de Informações Meteorológicas para Irrigação no Ceará, um programa que visa à conservação de água e energia na agricultura irrigada, o que certamente tem impacto econômico positivo no setor. O programa tem tomado uma grande dimensão dentro da instituição e contado com aporte de recursos das mais diversas fontes. Ainda visando a maior introdução de tecnologia no setor a Funceme vem investindo no desenvolvimento de equipamentos de baixo custo para viabilizar o manejo automático de projetos de irrigação.

 

A Funceme tem buscado a concepção de soluções de CT&I para o setor de energia, seja este o hidroelétrico ou o de energia alternativa, como é o caso do eólico. Estas são ações recentes que vem tomando corpo à medida que novos aportes de recursos são direcionados a estes estudos e pesquisas. Nesta fase inicial, a ideia norteadora tem sido determinar com antecedência o potencial de geração de energia a partir da modelagem numérica nas escalas de tempo (dias) e clima (meses). No caso da energia eólica, isto se reveste de grande importância, uma vez que as empresas geradoras têm condições de anteciparem quanto podem oferecer à Operadora Nacional do Sistema elétrico, com antecedência, e ainda considerar as flutuações do preço da energia ofertada na definição do melhor momento para a oferta de energia.

 

Como se pode perceber, a Funceme não deve ser vista como uma Instituição de ciência e tecnologia pura, uma vez que sua missão não é somente desenvolver pesquisa, mas promover sua aplicação.

Áreas de atuação da Funceme:

Eduardo Sávio Passos Rodrigues Martins

Depoimentos

“Para nós, o convênio com a Funceme é uma oportunidade muito especial. A Funceme é a primeira instituição de todo o mundo com previsão climática baseada em modelagem numérica regional. É um trabalho que os melhores pesquisadores do mundo estão tentando fazer.”

Walter BaethgenDiretor Regional do IRI no Caribe e América Latina

 

 

 

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Steve Zebiak

 

 

“Trabalhamos em diversos lugares do mundo, mas especialmente em regiões como o Nordeste, que são extremamente vulneráveis à variabilidade climática. Estamos muito satisfeitos de desenvolver esse convênio com a Funceme, que tem sido pioneira em muitos trabalhos de previsão climática.”

Steve ZebiakDiretor Geral do Institute for Climate Prediction (IRI), da Universidade de Columbia, nos EUA

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Divino Moura

 

“Conheço de perto o trabalho da FUNCEME desde o fim dos anos 70 e tenho tido excelente colaboração com todos seus técnicos, pesquisadores e administradores. Esta cooperação começou desde a época em que o governador Virgílio Távora, do Ceará, solicitou ao então presidente do CNPq, professor Maurício Matos Peixoto, que um grupo do INPE fosse visitar a FUNCEME e fizesse recomendações sobre projetos e atividades que devessem ser agregadas à FUNCEME para que ela pudesse, cientificamente, cumprir melhor o papel para o qual foi criada em 1972. O INPE então passou a ser um parceiro a atuar de perto com a FUNCEME em proveito mútuo de pesquisa e aplicações dos conhecimentos meteorológico e hidrológico para aliviar a realidade Nordestina na questão das secas recorrentes, suas previsão científica e na melhor gestão dos recursos hídricos do Ceará. Recentemente, pudemos acrescentar um parceiro internacional de peso nesta mescla de parceiros. O IRI (Instituto Internacional de Pesquisa em Clima e Sociedade), da Universidade de Columbia, e a FUNCEME implantaram, em caráter pioneiro mundialmente, um sistema – realmente operacional – para o ‘downscaling’ das previsões climáticas sazonais do clima do Nordeste, feito com tecnologia simples a partir de um bloco de 15 computadores pessoais (PCs) para a previsão climática regional com alta resolução espacial (de 300 km para 60 km). Os resultados têm sido excelentes e o índice de acerto nas previsões aumentou. É natural, então, o interesse recíproco de trabalho conjunto do INMET, como instituto nacional, com a FUNCEME, de comprovada competência regional. Há pouco mais de um mês, a FUNCEME, o INMET e o IRI firmaram um acordo para trabalharem juntos em uma série de projetos. Assim sendo, fica clara uma “aliança” de três instituições com competência regional, nacional e internacional em estender os benefícios das pesquisas, do desenvolvimento tecnológico e de capacitação de pessoal nos mais diversos problemas de interface entre as ciências geofísicas e as ciências socio-econômicas em prol de toda a comunidade brasileira, e em particular do Nordeste.”

Divino MouraDiretor do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET)

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Suetônio Mota“As informações produzidas pela FUNCEME são de grande importância para pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação das mais diversas áreas, pois, além de serem constantemente atualizadas, estão geralmente disponíveis e cobrem todo o Estado do Ceará. Freqüentemente utilizo essas informações e recomendo meus alunos a usá-las em seus trabalhos acadêmicos e de pesquisa.”

Suetônio MotaProfessor Titular do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da UFC

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

“A utilização das informações da Funceme pela Defesa Civil é fundamental. Os dados meteorológicos que colhemos diariamente são importantes tanto no período da estiagem, como da chuva. Quando chove em Fortaleza, a previsão diária é importante para o monitoramento das áreas de risco e para a prevenção de enchentes. Na seca, temos de saber quais são as áreas de ‘vazios hídricos’ para planejar ações e fazer atendimento de carro-pipa, por exemplo. As informações da Funceme são utilizadas no nosso planejamento, na definição de ações e de socorro.”

Ademarzinho Ponte de HolandaDiretor de Planejamento e Coordenação da Defesa Civil

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Daniel Fiúza“Angustiante olhar para o céu sem saber se vai chover ou não! Esse é o sentimento que temos principalmente quando realizamos eventos em áreas descobertas. Sempre que temos essas grandes festas em áreas sem cobertura, utilizamos as informações da Funceme. E isso é muito freqüente. Esse parceiro sempre nos atende com prontidão quando perguntamos qual é a previsão do tempo para o litoral de Fortaleza. Dessa forma, podemos antecipar ações que, se tomadas com antecedência, podem salvar um evento, além de reduzir muito a ansiedade gerada pelos riscos que a chuva pode trazer.”

Daniel FiúzaDiretor Comercial do La Maison Buffet

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Roberto Smith“A FUNCEME é uma instituição conceituada, possui quadro técnico altamente qualificado, e presta relevantes serviços para o desenvolvimento do Ceará e do Nordeste. A FUNCEME tem sido importante parceira do Banco do Nordeste ao longo dos anos, especialmente na elaboração de estudos e pesquisas, tais como o redimensionamento da região semi-árida do Nordeste e a delimitação dos enclaves úmidos e sub-úmidos do semi-árido nordestino.”

Roberto SmithPresidente do Banco do Nordeste (BNB)

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

José Alberto Costa Bessa Jr.“O setor avícola depende, fundamentalmente, da produção agrícola de grãos. Para tanto, as informações climáticas e ambientais exercem hoje um importante indicador para a moderna agricultura. Em plantios próprios e em seus projetos de incentivo à produção de milho e sorgo, os avicultores cearenses utilizam-se das informações da Funceme no dimensionamento e na definição de áreas a serem plantadas dentro dos projetos empresariais, bem como planejam as aquisições de insumos dentro e fora do Estado.”

José Alberto Costa Bessa Jr.Presidente da Associação Cearense de Avicultura (ACEAV)