Ceará volta a registrar chuvas em mais de 100 municípios

10 de fevereiro de 2020 # #

Sobral, no Litoral Norte, apresentou chuva neste fim de semana (FOTO: Janilton Nicolau)

Sobral, no Litoral Norte, apresentou chuva neste fim de semana (FOTO: Janilton Nicolau)

O Ceará voltou a registrar chuva em mais de 100 municípios, segundo balanço parcial da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

No intervalo entre as 7h deste domingo (9) e as 7h desta segunda-feira (10), as maiores precipitações se deram no noroeste do Estado, área que, conforme indicada na previsão do tempo para o último fim de semana, estavam sob melhores condições de tempo para chuva.

Os principais acumulados foram em:

– Cruz (Posto Cruz) : 53 mm

– Marco (Posto Panacuí) : 46,2 mm

– Granja (Posto Sambaíba) : 45 mm

– Itarema (Posto Itarema): 37 mm

– Amontada (Posto Barra das Moitas): 36 mm

Os registros do intervalo de 24 horas foram provocados pela atuação de áreas de instabilidade associadas à Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que encontrava-se mais próximo ao noroeste do Estado. Neste mês, a última vez com precipitações em mais de 100 municípios havia sido entre os dias 5 e 6.

Previsão

As condições de tempo para esta segunda-feira (10) mantêm-se semelhantes ao cenário observado entre o sábado (8) e domingo (9), isto é, com o noroeste e o sul do Ceará apresentando cenário mais favorável para chuvas em relação às demais áreas.

De hoje até a próxima quarta-feira (12), a tendência é que as precipitações ocorram principalmente nos períodos da tarde e noite no sul, Litoral Norte e Ibiapaba. Nas demais áreas, como na Região Metropolitana de Fortaleza, há possibilidade de chuva entre madrugada e manhã.

Para os próximos dias, a Funceme prevê a movimentação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) – que hoje está sobre o oceano Atlântico – em direção à porção continental, ficando centrado no leste do Nordeste, desfavorecendo a formação de chuvas intensas para o Ceará. Diferente das bordas deste sistema meteorológico, seu centro é inibidor de chuva