Redemoinho de poeira é registrado Crato; saiba mais sobre o fenômeno

7 de outubro de 2021 # # #

 

Um redemoinho de poeira, também chamado de dust devil, foi registrado, na manhã desta quinta-feira (7), no município do Crato, localizado na macrorregião do Cariri. O responsável pelo regsitro foi Edrei Samuel.

O fenômeno, que costuma ser breve, forma-se quando ar quente, bem localizado, sobe de forma rápida, na atmosfera, ganhando rotação e absorvendo, pela diminuição da pressão no seu interior, o que está ao redor, principalmente a poeira próxima da base dele. Essa poeira sugada é levantada, em rotação, acompanhando o fenômeno, e tornando-o visível.

O redemoinho de poeira não tem relação com a formação das tempestades de poeira que têm sido registradas em locais como São Paulo nas últimas semanas. As condições são totalmente diferentes.

“A nuvem de poeira observada no interior de São Paulo foi gerada pelo vento intenso de uma frente de rajada, resultado do desenvolvimento, em forma de linha, de grandes de nuvens de chuva na área. Antes da chuva, o vento que ultrapassou 80 km/h em alguns pontos, levantou o solo ressecado pela estiagem na região, que enfrentou um dos invernos mais secos e quentes dos últimos anos. Além disso, incêndios de grandes proporções em vegetações e plantações contribuíram para a disponibilidade de material seco levantado pelos ventos”, explica Meiry Sakamoto, gerente de Meteorologia da Funceme.