Com 11%, Iguatu registra índice de emergência para umidade relativa do ar

31 de outubro de 2019 # # # # #

Para esta quinta, o Inmet lançou alerta com alto grau de severidade para interior da região Nordeste, incluindo o Ceará

Hoje, os índices em maior parte do centro-sul do Ceará devem girar em torno de 20% a 12%(FOTO: Sindre Strøm/Pexels)

Hoje, os índices em maior parte do centro-sul do Ceará devem girar em torno de 20% a 12%(FOTO: Sindre Strøm/Pexels)

Iguatu, localizado na macrorregião do Sertão Central e Inhamuns, registrou, na tarde desta quarta-feira (30), umidade relativa mínima do ar de 11%.

Conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) esta foi a 2ª menor taxa entre os municípios do País monitorados por ambos os órgãos nas últimas 24 horas.

O valor extremo do Ceará ficou atrás somente do município de Planalto, localizado no Paraná, que registrou 7%. Ainda na lista do resultados mais expressivos, Tauá e Jaguaribe aparecem com 13%.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera como ideal a umidade do ar acima de 60%. É considerado estado de observação quando a umidade apresenta entre 31% a 40%. Quando ela fica abaixo dos 30%, classifica-se como atenção. Já entre 12% e 20% é identifica-se com estado de alerta. Por fim, abaixo disso, é considerado emergência.

Neste período do ano, já é comum que a umidade reduza em relação aos períodos de chuva do primeiro semestre, por exemplo. De acordo com o meteorologista da Funceme Raul Fritz, nesta época do ano formam-se grandes massas atmosféricas de ar seco no país, principalmente pelo seu interior.

“No Ceará, isso também acontece notadamente nas regiões distantes do litoral. Mais para o interior do estado, as massas de ar seco são mais comuns e mais intensas nesta época”, explica o pesquisador.

Previsão

Para esta quinta-feira (31), o Inmet lançou um aviso meteorológico de baixa umidade com grau de severidade de perigo para o interior da região do Nordeste, incluindo boa parte do Ceará. A lista de municípios que podem ser afetados pode ser conferida aqui.