Fortaleza sedia evento internacional sobre resiliência e sustentabilidade em áreas rurais do semiárido

13 de novembro de 2019 # # # # #

Pesquisadores da África, Brasil e França iniciarão atividades que  envolverão simpósios e visitas ao interior do Ceará, resgatando missão histórica

Eduardo Sávio, presidente da Funceme, participará do evento (FOTO: Juliana Oliveira)

Eduardo Sávio, presidente da Funceme, participará do evento (FOTO: Juliana Oliveira)

Membros da Rede Franco-Brasileira pelo Desenvolvimento Sustentável no Semiárido do Nordeste (ReFBN) realizam, entre os dias 18 e 20 de novembro, na sede da Superintendência de Obras Públicas (SOP), o evento internacional intitulado “Resiliência e sustentabilidade de áreas rurais semiáridas: fatores que influenciam os recursos hídricos e as partes interessadas – pontos de vista do Brasil e Magrebe/África”. 

Este será o primeiro de quatro encontros cujo objetivo principal é cruzar pontos de vista e experiências entre diferentes regiões do mundo com discussões que envolverão cientistas, formuladores de políticas públicas e agências de financiamento. A organização envolve o presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme); a gerente de Meteorologia do órgão, Meiry Sakamoto; e o pesquisador do Centro Francês de Pesquisa Agrícola para o Desenvolvimento Internacional (Cirad), Julian Burte.

Neste simpósio, pesquisadores do Brasil reunirão-se com profissionais da África e representantes do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), de Roma, e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Organizações Não-Governamentais do Nordeste também estarão presentes.

Pesquisadores estrangeiros estarão em Fortaleza para discutir projetos (FOTO: Juliana Oliveira)

Pesquisadores estrangeiros estarão em Fortaleza para discutir projetos (FOTO: Juliana Oliveira)

Conforme Burte, francês atualmente estabelecido na Funceme, a primeira parte deste evento visa abrir um espaço interdisciplinar de olhares cruzados e compartilhamento das experiências, abordagens e métodos entre grandes regiões semiáridas.

“Os principais temas a serem discutidos giram em torno dos conceitos de resiliência e sustentabilidade, monitoramento e avaliação dos territórios, além de uma discussão sobre recursos hídricos, governança, agroecologia e pequenos sistemas agrícolas”, reforça.

O evento inicial terá seis sessões:

1. Evolução dos Recursos Hídricos/Sociedade: Visão Cruzada entre Regiões Semiáridas;

2. Resiliência e Sustentabilidade dos Recursos Hídricos/Território;

3. Agroecologia, Sistemas Agrícolas Sustentáveis – Desafios Climáticos, Ambientais e Hídricos;

4. Governança de Recursos Hídricos e Territórios;

5. Monitoramento e Avaliação de Territórios e Recursos Naturais;

6. Experiências de Pesquisa Multi-Stakeholder

A programação completa pode ser conferida aqui.

Outros momentos

Nos dias 21 e 22 deste mês, dando continuidade ao evento internacional, a ReFBN promoverá o workshop sobre Sistema de Inteligência Territorial (SIT), cujo interesse é delinear o futuro quadro institucional e suas ações de planejamento, construção e avaliação de investimentos.

Já na última semana de novembro, pesquisadores brasileiros, africanos e franceses realizarão uma visita de campo científica no interior do Ceará para resgatar a missão imperial realizada por expedicionistas entre 1859 e 1861.O acampamento base será em Quixadá.

Por fim, entre os dias 2 e 6 de dezembro, membros da ReFBN participarão de encontro em Petrolina, no estado de Pernambuco, para montar um plano de atividades futuras da rede sob a reflexão realizada durante os dias anteriores.