Fortaleza tem manhã de chuva, temperatura mínima de 21,7°C e rajadas de cerca de 40 km/h

6 de agosto de 2019 # # # #

Litoral foi banhado por chuva na manhã desta terça (FOTO: Felipe Lima)

Litoral foi banhado por chuva na manhã desta terça (FOTO: Felipe Lima)

A Capital e áreas vizinhas que compõem  macrorregião do Litoral de Fortaleza amanheceram, nesta terça-feira (6), com chuva, ventos mais fortes e ainda temperaturas mais amenas. O cenário referente às precipitações havia sido indicado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As chuvas do período entre a madrugada e manhã estão associadas à atuação de áreas de instabilidade atmosférica, que são sistemas indutores de precipitações comuns nesta época do ano.

“Elas se formam sobre o oceano Atlântico e a leste do Nordeste, podendo chegar próximo ao Ceará, como entre ontem e hoje”, explica Raul Fritz, meteorologista da Funceme.

No intervalo entre as 7h desta segunda e as 7h desta terça, a Funceme registrou acumulados de apenas 5,4 mm no Pici e 3 no Castelão. Porém, as chuvas após este intervalo serão catalogadas somente nesta quarta-feira (7).

Além das precipitações, Fortaleza registrou ainda rajadas de 37 km/h. O vento mais forte associado à alta umidade relativa do ar, colaborou ainda para temperaturas mais baixas, chegando a 21,7°C às 7h de hoje.

Previsão do tempo

Atualizada nesta manhã, a previsão para esta terça segue como nebulosidade variável com eventos de chuva no litoral. Porém, o Maciço de Baturité, região Jaguaribana, Sertão Central e Ibiapaba têm ainda possibilidade de chuva. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado. De forma geral, as precipitações esperadas devem seguir apenas até o início desta tarde.

Para esta quarta, a tendência é que a faixa litorânea volte a apresentar possibilidade de chuva, semelhante as de hoje, mas com abrangência ainda mais isolada, seguindo com intensidade entre leve e moderada.

Variáveis meteorológicas

Apesar das condições de tempo atuais colaborarem para um tempo mais ameno, este período do ano já é comum que as variáveis temperatura e vento atinjam valores mais extremos.

“As baixas temperaturas no Ceará são típicas deste período do ano, já que o hemisfério sul apresenta-se no inverno. Apesar dos registros pontuais, a variação da média mensal em relação aos meses anteriores e consequentes é de cerca de 2°C, devido à localização geográfica do estado”, comenta Fritz.

Já quanto aos ventos mais fortes no Ceará, as médias mais altas de velocidade são comumente registradas entre os meses de agosto e setembro. Conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no estado, Campos Sales tem a maior normal climatológica de agosto, com 21,24 km/h.